Lew Wallace

     

   Autores

   
Obras do Autor
   
Lewis "Lew" Wallace (Brookville, Indiana, 10 de Abril de 1827 - Crawfordsville, Indiana, 15 de Fevereiro de 1905) foi escritor, militar, advogado e diplomata dos Estados Unidos da América, autor do romance histórico "Ben-Hur: Uma História dos Tempos de Cristo", publicado em 1880.

Serviu na Guerra de Anexação do Texas e na Guerra de Secessão, junto com as forças da União. Foi governador do Território do Novo México algumas décadas antes de ser incorporado como um estado dos Estados Unidos (1878-1881); foi também ministro encarregado de negócios na Turquia, servindo na embaixada norte-americana em Istambul (1881-1885).

Lewis Wallace era conhecido por ser precisamente um homem ateu. Certa vez, viajando de trem com um grande amigo, comentavam a respeito da quantidade de torres de igrejas que havia na cidade de Saint Louis, capital do Missouri, acrescentando que não podiam entender como tanta gente culta acreditava nas Escrituras. Naquele momento, o amigo sugeriu-lhe que escrevesse um livro provando ao mundo que Jesus Cristo nunca existiu e que muito menos, Deus tinha inspirado os autores dos Evangelhos ou dos outros livros do Novo Testamento. Tal livro por certo o tornaria célebre e derrubaria o "mito" de que Jesus é o Salvador do mundo. Concordando com o amigo, Lewis revelou o plano à sua esposa. Por mais de dois anos, Lewis coletou dados e pesquisou a vida de Jesus ao pormenor, em diversas bibliotecas dos Estados Unidos. Por fim, encontrou-se em uma situacão bem difícil. Disse ele: "Comecei a escrever um livro para provar que Jesus Cristo nunca existiu e quando me dei conta estava provando que Ele de fato existiu. Tal conviccão tornou-se em mim certeza absoluta. Ao estudar seu caráter, não tive mais dúvidas ser ele o Filho de Deus, e assim abri totalmente o meu coração a Ele."

Sua obra, "Ben-Hur", que é uma apologia das lutas do Cristianismo primitivo, foi escrito em 1880 e adaptado várias vezes para o cinema, entre as versões mais famosas, a de 1959 com direção de William Wyler, estrelada por Charlston Heston e recebendo inúmeras indicações aos prêmios da Academia e ganhado onze delas, sendo até hoje um dos filmes mais premiados da história do cinema norte-americano.
   
Affonso Romano de Sant`Anna
Afonso Rodrigues de Aquino
Albert Pike
Alberto José Marchi Macedo
Alejandro Maciel
Almir Correia
Anne Brontë
Bram Stoker
Celso Abrahão
Charles Dickens
Charlotte Brontë
Christopher Knight
Cláudio Cruz
Dante Alighieri
Eça de Queirós
Elizabeth Gaskell
Emily Brontë
F. Scott Fitzgerald
Fábio Cyrino
Fernando Klein
Gaston Leroux
Guy de Maupassant
Henry James
Henryk Sienkiewicz
Herman Melville
Jane Austen
Johann Wolfgang von Goethe
John Buchan
John Donne
Jonas Ribeiro
José Castellani
Joseph Conrad
Jules Verne
L Frank Baum
Lew Wallace
Ligia Maria F. Cyrino
Márcio Tadeu Anhaia de Lemos
Mary Shelley
Oscar Wilde
Percy Shelley
Regina Drummond
Ricardo Maffia
Robert Lomas
Robert Louis Stevenson
Rudyard Kipling
Sérgio Olímpio Gomes
Tânia Mara Marques Granato
Thomas Carlyle
Vasco Graça Moura
Virginia Woolf
Vitor Alexandre Chnee
William Shakespeare